Dia mundial do meio ambiente

Dia mundial do meio ambiente

Dia mundial do meio ambiente

Hoje (05) seria comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Poderia me ater a enaltecer as conquistas e avanços ambientais, mas julgo ser necessário estimular uma reflexão acerca das escolhas individuais, sociais, políticas e econômicas, que refletem na situação do planeta.

A urgência das questões ambientais tem se apresentado mais evidente e, na contramão da necessidade, alguns países têm optado por investir no crescimento econômico e, explicitamente, opinando em desfavor dos ecossistemas.

Há alguns dias, o Presidente Donald Trump tornou pública a decisão do abandono dos Estado Unidos da América ao Acordo de Paris, sob a alegação de que seguir as metas representaria grande desvantagem aos interesses econômicos do país e que tentará negociar novos termos para poder ingressar no pacto.

No Brasil, não obstante ao terremoto político, estão sendo aprovadas Medidas Provisórias que, desconsiderando as convenções internacionais e a legislação ambiental, possibilitam a ampliação da exploração em áreas extremamente importantes da Amazônia; alteram a maneira da outorga de terras públicas, priorizando a venda; concede anistia aos desmatadores e grileiros; flexibilizam a regularização de loteamentos e condomínios fechados e extinguem o licenciamento ambiental diferenciado para áreas consideradas de interesse social, dentre outras disposições assustadoras.

As fortes chuvas que assolaram o litoral nordestino nos últimos dias nada mais são do que resultado da ação desenfreada do homem na Terra, seja pelo aquecimento global, que desconfigura os acontecimentos naturais; seja pela ocupação irregular de grande parcela da população pela marginalização impulsionada pelo desequilíbrio social; ou, ainda, pelos desvios políticos que não cumprem com as obras corretivas aprovadas.

Reitero, portanto, que eventuais conquistas – mundiais, nacionais e locais -, tendem a perder o efeito e a eficácia frente aos enormes retrocessos que, perceptivelmente, priorizam o crescimento econômico sem qualquer preocupação com o meio ambiente natural e humano, no presente e no futuro.

O Dia Mundial do Meio Ambiente deve ser pensado neste ano de 2017 e não comemorado, para que no futuro ele possa ser celebrado efetivamente.